José Paulo Fafe

A futura senhora embaixatriz (actualizado)


PORVENTURA ESTAREI a ser injusto, mas já me passou pela cabeça que esta demissão de Teresa Leal Coelho da vice-presidência do grupo parlamentar do PSD, alegadamente por discordar da posição assumida pelo seu partido na questão da coadopção, poderia estar também relacionada com a esperada nomeação do seu marido, actualmente a desempenhar as funções de chefe de gabinete do primeiro-ministro, para embaixador em Madrid. A chefia da missão na capital espanhola está neste momento entregue a José Tadeu Soares que está a ponto, por limite de idade, de  passar  à  chamada “disponibilidade” e obrigatoriamente por lei regressar a Lisboa. Recorde-se que Francisco Ribeiro de Menezes, com apenas 48 anos, foi algo surpreendentemente promovido a embaixador full rank no início de Dezembro último.

P.S. a 19.01.2014 – Há momentos, no seu habitual comentário na TVI, Marcelo Rebelo de Sousa resolveu revelar a acta da Comissão Política Nacional (onde tem assento Teresa Leal Coelho, que participou nessa votação) em que, por unanimidade – repito, por unanimidade – foi aprovada a opção pelo referendo. Acho que não é preciso dizer muito mais, pois não?

5 ComentáriosDeixe um comentário

  • Amigo ZPF
    Creio já ter-te dito que conheço a Teresa desde os 17 anos.
    Não tenho contacto algum com ela há décadas pois saí de Portugal em 86 “do século passado”,só com a irmã que nada tem com estas “vidas” de caciquismos partidários e é um amor de pessoa.
    Na época era simpática e tinha sentido de humor.Até tinha um certo charme e andava sempre bem arranjada.
    Pelo que tenho visto nestes dois anos e 8 meses de (des)Governo, não gosto NADA da prestação,mas que poderia eu esperar. Alguêm ligado a este Governo tem boa prestação?????????
    Deixo aqui um exemplo dos que acontecem todos os dias e que envergonham qualquer Português de bem.
    “Nelson Antunes, de 15 anos, enforcou-se na noite de sábado passado numa das árvores onde era habitual refugiar-se, perto de sua casa, em Adaúfe (Braga), devido à situação em que vivia, de “carências económicas familiares”
    http://sol.sapo.pt/inicio/Sociedade/Interior.aspx?content_id=97246

    Há coisas que se passam em Portugal que são dignas de um País do 5º Mundo. Não admira pois os Governantes são de de classe Z.
    Gostava que houvesse um Jornalista(ou essas “coisas” que proliferam pelos média portugueses dizendo que o são),um só que fosse, que quando apanhasse Passos e Portas a jeito lhes perguntassem que sentem ao serem PM e Vice-PM de um País em que jovens de 15 anos se suicidam por problemas económicos familiares……….
    É de tal forma degradante, perigoso até para a Sociedade, que nem tenho palavras para descrever o que penso deles nestas situações……………

  • Caro miguel Vaz serra

    Qualquer jornalista que se preze como o Zé Paulo, faz um blog pois se quiser falar cortam-lhe as pernas.
    Deve ter lido o meu anterior comentário, agora é o mesmo com outra personagem e o SLB como convèm.

  • Isto que escreveu agora deixou-me bem admirada (refiro-me especialmente ao P.S.). No outro dia critiquei Teresa Leal Coelho forte e feio mas hoje, tendo-a ouvido dizer na TVI 24, que se demitiu para faltar à votação dado que discorda frontalmente do dito referendo, reparei o meu erro

    http://umjeitomanso.blogspot.pt/2014/01/teresa-leal-coelho-demitiu-se-de-vice.html

    Agora leio isto e fico a pensar que, a ser verdade tudo o que aqui diz, estaremos perante mais uma manifestação do mais despudorado cinismo.

    Vou esperar para ver.

  • Amigo ZPF
    Ainda sobre a Teresa Coelho,como sempre a chamámos no nosso grupo de amigos.
    “O pedido de demissão foi confirmado aos jornalistas na Assembleia da República pelo próprio líder da bancada do PSD. Nas palavras de Luís Montenegro, Teresa Leal Coelho manteve uma “posição contrária à decisão do grupo parlamentar sobre a matéria”. De resto, a deputada não marcou presença na sessão plenária no momento da votação.
    Devo dizer que não desejava que isso acontecesse, mas respeito esta posição, porque ela revela a lealdade com que exerceu essas funções”, acrescentou Montenegro, em declarações recolhidas pela agência Lusa. O responsável argumentaria, em seguida, que a divergência entre sentidos de voto de PSD e CDS-PP nesta matéria “não viola” o acordo de coligação que sustenta o Governo.
    Teresa Leal Coelho esteve entre os nomes social-democratas que em maio do ano passado aprovaram na generalidade o projeto sobre coadoção assinado pelos deputados do PS Pedro Delgado Alves e Isabel Moreira.”
    Aprovou portanto na generalidade o projecto de coadopção!
    Como a palavra de Marcelo vale o que vale pois até consegue descrever o sabor da comida em jantares que nunca esteve e aldrabar certas votações e apoios como há meses fez com a estória de Rui Rio, acredito que a Teresa tenha saído mesmo porque não concordava com este estúpido referendo. E estúpido porque medieval e mais porque toda a gente sabe que se os casais do mesmos sexo quiserem adoptar crianças fazem-nos de forma monoparental e depois criam a criança os dois/duas como têm feito já há muitos anos.
    Num governo que ficará na história por empobrecer os já pobres e engordar os corruptos e anafados,gastar milhões neste referendo é pura hipocrisia.
    Já agora deixo as palavras de Teresa Caeiro,ainda mais à direita que a Teresa Coelho sobre esta anormalidade,uma mais “do” Passos.
    ” A democrata-cristã Teresa Caeiro, também vice-presidente da Assembleia da República, avaliaria mesmo o projeto como “lamentável”.
    “A minha intenção era votar contra esta iniciativa, mas houve outras orientações da bancada do CDS. Para que não haja quem considere deslealdade parlamentar, conformei o meu voto em relação a algo que não acredito e que considero uma iniciativa lamentável”, frisou a deputada da formação política do vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, colhendo mesmo aplausos entre a oposição.”!!!!!
    “Também a social-democrata Francisca Almeida se assumiu como crítica da iniciativa, ao anunciar a apresentação de “uma declaração de voto dando conta do grave precedente que constitui esta votação”. Numa tomada de posição secundada por Ricardo Batista Leite e Carina Oliveira, aquela deputada do PSD fez questão de enfatizar que a sua “intenção era votar contra”.”
    http://www.rtp.pt/noticias/index.php?article=710273&tm=9&layout=121&visual=49

    Enfim….digo….para ser meigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *