José Paulo Fafe

À esquerda, marchar, marchar…

NÃO ACREDITO que Marcelo Rebelo de Sousa tenha ficado assim tanto “com a boca em ó” com os pedidos de fiscalização sucessiva feitos pelo Presidente da República para o Tribunal Constitucional relativamente a alguns items do Orçamento de Estado. Mesmo quando pergunta (e bem) como é que Cavaco Silva, que no ano passado “não se chocou, quando o que foi cortado foi muito mais“, agora resolveu ter dúvidas… E não acredito porque o sempre sagaz prof. Marcelo sabe tão bem quanto quem segue a par e passo o que se passa na cena política portuguesa (tanto por cima da mesa como por detrás da cortina…) que Cavaco vai terminar este seu último mandato “à esquerda”, sempre solícito e atento às exigências e reivindicações daqueles que, de vez em quando e sempre que necessário,  sabem como maçá-lo e incomodá-lo com questões menos políticos e mais pessoais e até familiares. Razão tem Pedro Santana Lopes quando ainda há poucos dias apelidou Cavaco de “líder da oposição”. Capisce?

2 ComentáriosDeixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *