José Paulo Fafe

A entrega dos prémios, um facto e duas coincidências..


O FACTO: alegando “não ter sido possível acertar uma data” com a organização que permitisse a presença de Cavaco Silva, a Presidência da República anunciou que o chefe de Estado não irá estar presente hoje à noite na cerimónia da entrega dos “Prémios Gazeta de Jornalismo”, evento esse que, desde 1984 e à excepção de um ano em que Mário Soares faltou, contou em todas as edições com a presença do Presidente da República.
PRIMEIRA COINCIDÊNCIA: desde (pelo menos) 2011 que o jornalista José António Cerejo anda embrenhado numa investigação que visa apurar a forma como o casal Cavaco Silva adquiriu a casa de férias na praia da Coelha e o modo como foi efectuada a permuta com a célebre “vivenda Mariani” em Montechoro;
SEGUNDA COINCIDÊNCIA: o “Prémio Gazeta de Imprensa” deste ano vai ser entregue ao jornalista José António Cerejo, ainda que devido a uma série de reportagens acerca da empresa “Tecnoforma”.
E (já agora…) IRONIA DAS IRONIAS: E pensar que ainda há um ano, Cavaco Silva usava o púlpito dessa mesma cerimónia para fazer umas piadolas  – sem graça, diga-se de passagem… Lembram-se?!

9 ComentáriosDeixe um comentário

  • Amigo ZPF
    Quanto menos este senhor aparecer melhor.
    Já bastam os 16 milhões de euros que ele mal gasta por ano e que vão directamente das nossas contas bancárias em impostos ou pior, em dívida pública internacional com juros altíssimos que temos que pagar.
    São ridículos, dão vergonha alheia e são arrogantes.
    Para mim Cavaco “morreu” totalmente no dia em que me chamou corrupto e ladrão. No dia em que disse que os portugueses tínhamos que nascer duas vezes para ser tão honestos como ele!!! Avaliando assim o vocábulo, pela mesmíssima boca do tão honesto, imagina o nome feio que nos chamou a todos….

  • Á cada estropício a opinar.
    Por acaso foi Cavaco que orçamentou a presidência? Os anteriores orçamentos foram bons porquê?
    Terá sido Cavaco ou as Finanças que calcularam a sua casa?
    O homem sempre trabalhou.Para se ser bom tem que ser sem-abrigo?
    Uma pessoa que achincalha outra, não tem moral nem princípios. Sigo os conselhos dos meus Pais que nunca nos ensinaram a tal.

  • Caro/a “opjj”
    Quando vossa excelência se digne a assinar os seus comentários como eu o faço, comente tudo o que quiser e eu lhe responderei com todo o gosto.
    O “estropício” opina,critica e assina.
    O covardes vomitam excremento intelectual e escondem-se.
    Sócrates sempre trabalhou. Isso fá-lo honesto?
    Alves dos Reis, que nem sei se sabe quem é,google!, toda a vida trabalhou. Olhe, até Hitler se levantava todos os dias às 6 da manhã para ir trabalhar. Eram uns 3000 Judeus por dia.
    Vá-se catar!

  • Como já esperava, o sr. Fafe e o seu parceiro de piadolas não sei quê Serra cortaram-se covardemente de publicar a emenda que ontem lhes fiz aqui de duas calinadas de criar bicho numa só palavrinha: “prespicás”, imaginem!,eh,eh,eh, Analfas e covardolas como são, foram logo apagar a besteira à sorrelfa, antes que mais alguém reparasse na sua alarve iliteracia. O diarreico Serra então, que caga postas de pescada a tentar exibir conhecimentos de que, coitado, nunca desfrutou, e a ensinar(!) aos outros o seu hilariante “prêtuguês”, dá vontade de chorar a rir mas também de pena. Pobre homenzinho, cuja desgraça maior é nem sequer se dar conta da contumácia da sua imbecilidade, diariamente espargida nos cagalhões que aqui defeca com a elegância de um hipopótamo a cagar no charco e a agitar o rabinho no final, todo contente. Será mais uma vítima do fascismo ou do 25 de Abril? Ninguém sabe nem interessa. Estas alimárias por via da regra são de geração espontânea e despontam por aí contra todas as leis da natureza. Fala-se muito no drama que representa a fuga de cérebros devido à crise, mas a verdadeira desgraça é a permanência por cá destes cavernícolas à serra, que não há ninguém que enxote, e cuja atrofia mental parece maleita tão perigosamente contaminante que já lavra por aí entre as alimárias da classe política.
    Vá, cortem mais esta, seus covardolas analfabetos, que pode ser que saia noutro sítio mais decente.

  • Ora então, sr “opjj” ou lá como prefere ser tratado, vamos lá a isto:
    1. “Covardola” e analfabelto” chamará vc. muito bvem a quem entender, menos a mim. Principalmente a coberto de umas iniciais que mais não são que um cómodo e cobarde anonimato e que possuem sempre a vantagem de poupá-lo – sabe-se lá – ao dissabor de levar um dois pontapés nos fundilhos em qualquer esquina onde o reconhecesse;
    2. Mas se eu não lhe permito que vc. me insulte, a verdade é que me reservo o direito de lhe chamar mentiroso. Repito: mentiroso. Percebeu? Ou quer que eu repita. E apesar de a consideração que essas quatros iniciais me merecem ser nula, explico-lhe as razões: em primeiro lugar porque nunca escrevi “prespicás”, nem o poderia ter feito porque o termo utilizado no post a que vc. se pode referir (o do submarino comprado a Espanha pelos angolanos) foi – veja lá o seu azar… – “perspicácia”. Em segundo lugar, porque essa sua “emenda” (só faltava isso, de facto…) nunca foi recepcionada neste blogue.
    Ou seja, resumindo: além de vc. não passar de um mentiroso e de se esconder atrás de quatro cómodas letrinhas, já percebi (até porque ando por cá há tempo suficiente) ou que tem missa encomendada ou que o move qualquer questãozeca pessoal comigo. Sabe que mais? Para não mandá-lo aquela parte (ou a outra…), recomendo-lhe que vá lamber sabão. Pelo menos ficará certamente com melhor hálito, porque o que transparece para a escrita é de fugir… Chiça!
    Passe bem!
    ZPF

  • Amigo ZPF
    O homem(agora já sei que é um gajo) anda tão baralhado que nem reparou que o comentário que fez, por engano,ele mesmo o postou no teu Post seguinte.Por isso não o viu aqui.
    Eu li-o.Ele pelos vistos não.
    Vais me desculpar,mas como só mexo em merda quando estou distraído vou deixar a coisa por aqui.Um covarde que nem assina os seus comentários é duma baixeza moral e sinistra que nem merece contra-ponto. Só fica aqui a nota de que quem insultou primeiro foi ele e com erros ortográficos.Levou resposta.Uma só.
    Se não tive medo quando me fizeram ameaças no tempo da “Ditadura Sócrates” por escrever sobre esse personagem tão sinistro ou mais que Cunhal,imagina se ia ter dum tipo que nem tem tomates para assinar os comentários nefastos que faz.
    Prefiro os cães da minha rua.Ladram melhor.
    Um abraço

  • Aqui está com a data e o dia:
    “opjj disse…
    Há quem se sinta realizado achincalhando os outros.Há linguagens perversas que todos os dias se ouvem e até parecem que têm a verdade toda. Estes deverão ser criticados, mas não achincalhados.
    PS: A minha escola primária foi sempre um bom suporte, o que não impede de ter distracções.Foi o caso, mas aceito sempre que me corrijam desde que se justifique.
    4 de Dezembro de 2013 às 15:41″

  • Miguel Vaz Serra,
    Não percas mais tempo com essas quatro letrinhas acobardadas e de má-catadura que, certamente por alguma questão pessoal ou porque lhe encomendam, não quer desamparar a loja. À criatura, não dando a cara e refugiando-se no cómodo anonimato, apenas lhe resta encontrar um outro pseudónimo para aqui ter entrada. Até lá, delete+delete+delete…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *