José Paulo Fafe

A disponibilidade de Alegre


A APARENTE recusa de António Guterres em protagonizar uma candidatura presidencial e o pouco, ou nenhum, entusiasmo que nomes como António Vitorino, Sampaio da Nóvoa ou Guilherme Oliveira Martins suscitaram na área socialista, abriu uma “janela de oportunidade” para Manuel Alegre. Renascendo das cinzas a que o conduziram duas frustradas candidaturas a Belém, Alegre surge agora pé ante pé e como quem não quer a coisa, a tentar colocar-se a jeito para que, no  Partido Socialista, alguém se lembre da sua existência e, à falta de melhor, o empurre para mais uma aventura com final anunciado. Só assim se entende as suas duas últimas declarações públicas – a primeira a exigir que Guterres clarifique definitivamente se está, ou não, disponível para candidatar-se a Belém; e a segunda, a querer que António Costa peça a demissão de Pedro Passos Coelho. Só falta mesmo dar uma entrevista, onde “casualmente” o interroguem sobre a sua disponibilidade…

3 ComentáriosDeixe um comentário

  • Amigo ZPF
    Depois de Sócrates ter esvaziado os cofres do Largo do Rato para pagar as dívidas da última campanha de Alegre,tudo é possível.Eles que eram tão amigos….
    Como era uma campanha independente gostava de saber como se justificaram esses milhares de euros,mais de 200 mil segundo li.
    No PS tudo é possível.
    Bom,Cavaco tambêm dizia que era candidato independentemente do apoio do PSD ou não,mas esse não tinha a Roseta a fazer-lhe as contas.
    Com Seguro na liderança não creio que tivesse hipótese mas com o número dois de Sócrates e toda a equipe de ex-ministros do desgoverno da Covilhã concentrados no Rato convidados por Costa,até pode ser…No entanto é bom para o candidato do centro pois Alegre tem escrito na testa “não serás nunca Presidente”.
    Mas não temos que nos preocupar muito pois na verdade pior que a figura que Cavaco fez durante estes longos anos ninguêm jamais fará.
    Se Sampaio ficou na História de Portugal como o mais “falso” Presidente da 3ª Repúlbica,manhoso e golpista,pelo menos fez algo pelos seus.Meteu lá Sócrates e “trabalhou” como pôde para o Partido Socialista.
    Cavaco fez por ele,depois por ele e depois por ele,deixando o povo português à deriva nos Governos Sócrates e neste de Passos Coelho.
    No que toca a políticas externas foi um zero à esquerda e fez figuras inacreditáveis como a forma como recebeu o ditador angolano no nosso País.Já nem falo no apoio final ao ditador da antiga Guiné Espanhola para que esse País faça parte do grupo de países lusófonos…Será que finalmente nasce o portinhol?
    Penso que o “emprego” de PR devia ser revisto ou mesmo desaparecer.Não servem para nada e gastam 16 milhões de euros ao ano que podem ser utilizados para pagar reformas a velhinhos que vivem com menos de 300 euros ao mês o que é vergonhoso num País Europeu do século XXI.Nem comento o que se gasta em Campanhas eleitorais….
    O Tribunal Constitucional no fundo é quem tem a última palavra pois Belêm manda para lá tudo o que é realmente importante,basta o mesmo para arbitrar o PM.

  • Amigo ZPF
    Sabia que Marcelo não dormia.Sabia que Marcelo não comia.Tempos houve que pensei mesmo que era oriundo da Transilvânia….mas não sabia que era tambêm uma pessoa cheia de fobias.
    Li hoje este artigo e deixo o link http://lifestyle.sapo.pt/fama/noticias-fama/artigos/o-professor-marcelo-e-uma-farmacia-ambulante
    “O professor Marcelo é uma farmácia ambulante” diz o título.
    O resto não tem desperdício.
    Se ele tinha alguma ilusão em ser candidato a Belêm,depois disto acho melhor candidatar-se à Presidência do Santa Maria…..

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *