José Paulo Fafe

40 dias de silêncio… e 30 minutos para quase nada!

APÓS QUARENTA dias de um silêncio que nem os seus mais entusiasmados apoiantes conseguiram justificar, Manuela Ferreira Leite resolveu escolher o mesmo dia em que o líder do PCP discursa no encerramento da “Festa do Avante!” para, em meia-hora, defraudar os que ainda acreditavam que a líder social-democrata teria algo transcendental a comunicar aos portugueses ou, no mínimo, aos militantes do seu partido. Uma “cópia” (ainda por cima prolongada em termos temporais) daquele episódio que se prendeu com a expectativa que rodeou a recente comunicação presidencial sobre o Estatuto de Autonomia dos Açores e que redundou num autêntico “fracasso” em termos comunicacionais. É caso para dizer – sem ofensa, é claro… – “que tal pai, tal filha”…

3 ComentáriosDeixe um comentário

  • Sinceramente já pouca importância dou e pouca atenção presto aos discursos dos políticos deste país.Todos têm sido uma desilusão, nomeadamente esta senhora que nada fez enquanto Ministra das Finanças.Curiosamente estamos perante o inverso do que aconteceu quando Oliveira Salazar foi Ministro das Finanças,citando o mesmo” advoguei sempre uma politica de administração tão clara e tão simples como a pode fazer qualquer boa dona de casa…”, e todos sabemos o excelente economista que foi, esta senhora tenta ser uma excelente economista e no entanto deveria ser uma dona de casa…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *